30.4.02

Mais do mesmo:

Minha mão!
Pronto... esgotei!
Agora deixa de ladainha....deixa de mela-cueca.
Voltei a ser o meu EU PROFUNDO!
Patinho Bonito
ºBarbarélº

(...) Tô com saudades de você, do nosso banho de chuva do calor da minha pele, da língua tua.
Tô com saudades de você, censurando o meu vestido e as juras de amor ao pé do ouvido,
truque do desejo. (...)
Vanessa Rangel
Dee,
acho que meu silêncio não adiantaria de nada agora, já ficamos tanto tempo nesse mesmo silêncio...
Então, eu queria escrever uma coisa muito bonita pra vc ler...
queria falar de coisas importantes, coisas que marcaram nossos tempos. Falar de crianças, de estrelas, falar de uma esperança e de um sonho...mas não será o bastante, sei que não...já estamos amassados demais, já nos perfuramos e nos perfuraram...minhas máscaras já não me servem, e as suas eu também já conheço...devo só falar de coisas simples, como a chuva que está caindo agora (mas que só eu posso ver), devo falar que não entendo estar tão perto do paraíso, e ter que voltar...sem saber pra onde ir, devo falar que é bom seu cheiro, que é bom seu corpo, que é bom seu calor, seu sorriso...que é bom lembrar de tudo, e que seu sígno me põe em chamas, devo falar que você foi muito importante em uma época de minha vida, e que nunca vou esquecer de seu carinho...
Devo falar que te amo eternamente, mas não de um amor mal vivido, sim de uma amor incurável, cruel e imperfeito. Um amor que tem história, que tem começo, que tem meio...um amor que machuca e que te come, um amor que me come também.

29.4.02

Fantoche
Anjinho-da-guarda que me foi emprestado...
não vá embora assim, com essas asas quebradas...calado...
Desculpe esse meu mau jeito. desculpe meu humor...
sei que você não merece nada disso (você me curou uma dor de garganta), sei que não tinha que ter escutado,
mas meu anjo, meus vinte anos me foram arrancados, e pelos olhos dos outros eles se afastam cada vez mais...
Eu sou um bobo³, mas um bobo(bão), que tem um coração de maionese, um bobo que deixou as janelas abertas pra você entrar com seu cheiro de céu...
Vamos tomar uma coca-cola, vamos conversar...
Eu planto outra árvore pra você poder me alcançar, eu tiro as grades que coloquei na janela ontem a noite...
Não quero ficar assim, te vendo de longe, quero você aqui, pertinho...
quero contar suas penas, quero que me conte as histórias do "sem-fim"...
quero escutar as cidades junto com você...
:-(
Uma garota na praça,
e ela olhou para mim.
Minha respiração deixava marcas
no vidro da janela.
Uma garota na praça,
e um ônibus parou...
Histórias de gaveta

Monólogo 57632

Só mais um desenho bobo de antigamente :)

28.4.02

tic...tac...tic...tac....
Trrrriiiimmmmmmm!!!!!!
(O telefonema mais esperado do século)
Alô...
Conversando no icq 2002a

Rogerio (2:45 PM) :
Se você é de SP, então você tem BLOG...?
mi! (2:46 PM) :
não, sou do interior de São Paulo!
Deus,00
Paz,00
Carinho,00
Compreensão,00
Prazer,00
Amizade,00
Respeito,00
Vida,00
Esperança,00
Amor,00

Quanto
Você,00
Vale?
¡pero su corazón no habla!

27.4.02

ºBarbarélº

(...) Você disse que não sabe se não,
Mas também não tem certeza que sim.
Quer saber?
Quando é assim, deixa vir do coração.
você sabe que eu só penso em você,
você diz que vive pensando em mim...
Pode ser, se é assim,
você tem que largar a mão do não.

Mas você adora um "se..."

Eu levo a sério mas você disfarça,
você me diz à beça e eu nessa de horror...
E me remete ao frio que vem lá do sul,
insiste em zero a zero e eu quero um a um.
Sei lá o que te dá, não quer meu calor,
São Jorge por favor me empresta o dragão.
Mais fácil aprender japonês em braille,
do que você decidir se dá ou não. (...)
Djavam



Gosto deste:

EU
"Jamais me banho, depois do gozo.
Gosto de acordar perfumada, pelo cheiro do prazer que nos embriagou, que ficou na minha carne, em meu quarto, nas paredes, aromatizando minha feminilidade apascentada."


Eu adoro essa mulher!
Pedra da Cebola

...Hoje à tarde foi um dia bom...
Hoje fui na Pedra da Cebola com a Luciana e com o Darcí, eu fui recarregar as **baterias**, O lugar é maravilhoso, já convidei algumas pessoas para vir conhecer,
fica pertinho da minha faculdade, parece um paraíso perdido num amontoado de prédios cinzas...é o tipo de lugar que a gente vai e se esquece do tempo, fiquei lá desenhando, a Luciana fotografando, e o Darcí...ah! o Darcí só ficou...mas também pra quê fazer alguma coisa num lugar desses??? Você acaba fazendo parte de toda a paisagem...vira terra, vira pedra, vira pato, vira pavão, vira peixe, vira criança e vira mais um monte de coisas que eu não sei o nome...
Ah! e deitar no alto da pedra e os aviões passarem há poucos metros da gente (pena que a Luciana não me deixou fotografar)...fiquei me sentindo meio "Pequeno príncipe"
tentando agarrar os cometas :-) ...
As mulheres possuem o umbigo mais alto do que os homens!
descobri isso ontem na macarronada da casa do Almiro...(famosa!)
Troquei o sistema de comentários do FEBRE, migrei para o "Falou & Disse" que está parecendo ser muito bom, além de ser todo em português, facilitando o contato com os desenvolvedores.
E como eu sou um cara legal, eu trouxe todos aqueles comentários que vocês deixaram no antigo sistema...está tudo aí...
Agora continuem interagindo!!!

26.4.02

Se alguém que entrar no febre 6, estiver usando o mesmo sistema de comentários que eu (uigui.net/comments), me comunique. Preciso tirar algumas dúvidas... :-)
A escolha é sua!
Deus é um cara gozador, adora brincadeira...
Adorei isso...heheheheheheheh
Kenaum Veste:
Yatta!

YATTA!
A moda entre os japoneses....
Seis cara-pálidas que se apresentam somente com uma tanga desenhado uma folhinha de figueira na frente... Eles cantam um hino (a letra feliz-de-estar-vivo que é "Yatta!") e puxam uma coreografia meia maluca (Tipo a dança do frango). Yatta é derivado de "yarimashita!", que significa "consegui!" ou "beleza!"...quando ví isso na tv, não entendí muito bem do que se tratava, mas descobri alguma coisa aqui (graças ao Wener) e tem uma animação legal em flash aqui. Ah! quer comprar uma tanguinha igual a do Yatta? me acompanhe, por favor.
Estou tendo alguns problemas com o meu sistema de comentários...

25.4.02

[O garoto que colhia cães]

Todo fim de tarde em Alegre, eu saia colhendo os cães atropelados nas ruas.
A maioria eram pobres vira-latas marrons, ou filhotes de vira-latas marrons;
mas eu nunca me importei com isso. Um a um, eu ia juntando os pedacinhos
no asfalto e os acomodava em minha mochila...pernas, rabos...cabeças
(algumas partes eu não conseguia identificar).
Esperava dar seis horas para sair andando pela cidade, que era quando o sol
olhava as montanhas nos olhos, meu avô dizia que quando o sol fazia isso,
a hora ficava mais fresca, e com o tempo eu percebi que assim era mais fácil
desgrudar a carne do chão. Teve uma vez que em apenas uma tarde, eu levei
cinco cães para casa, inclusive um malhado que ainda estava com uma coleira,
eu não gostava de ler os nomes, gostava de poder inventar meus próprios nomes...
Eles iam se amontoando pelos cantos do meu quarto, e ficavam lá, parados,
olhando fixamente para os meus olhos, parecendo tentar dizer alguma coisa.
Eu cuidava de suas almas e de seus corpos (não gostava de separar a alma do corpo),
e em troca eles cuidavam do meu sono. Com eles por perto eu não me sentia sozinho...e ficava feliz.
Nunca soube por que os cães corriam atrás dos carros, nem por que os carros,
tão mais fortes, fugiam dos cães...mas sei que sempre era assim:
Um latido, uma buzina e menos um cão em Alegre.
Lembro também dos meninos que jogavam bola na minha rua, eles vinham me chamar
no portão quando outro cão aparecia morto, eles tinham medo dos cães, então me chamavam,
e eu ia colher...acho que só por isso eles me chamavam, não me lembro de ter brincado
nem um dia com eles...de jogar bola, de andar de bicicleta...mas eu não ligava, nunca
me importei...sabia onde estavam meus verdadeiros amigos...
Fim da tarde, e então era mais um cão, mais uma alma branca e mais uma companhia para mim.

24.4.02

Todo mundo começa assim, até Matt Groening...

Sheba | Simpisons


*
Se você acredita na luz,
é por causa da escuridão.
Se você acredita na alegria,
é por causa da tristeza.
Se você acredita em Deus,
é por causa do Demônio.
Não vendemos fiado!
Coleção 'Os Sete Desenhos'

Avareza
ºBarbarélº

(...) Pouco adiantou acender cigarro, falar palavrão, perder a razão...
As brigas que ganhei, nem um troféu pra casa eu levei.
As brigas que perdí, estas sim, eu nunca esquecí...
eu nunca esquecí (...)
John + Fernanda

Antes de aprender a me machucar, tem de aprender a me conhecer.

23.4.02

* todos nós somos feitos de estrelas *
Coleção 'Os Sete Desenhos'

Preguiça
Tente fazer isso em casa enquanto sonha
(sem ser com a minha ajuda),
depois me conta.

***
comecei tipuri, virei cybermonge e parei. criei um blog-eu (marceloestraviz, conhece?), fui descascando as cascas da cebola e ... recriei tudo.
De cara (sutilmente) nova. Um cérebro eletrônico.


As doenças existem para tentar impedir que o homem destrua o Planeta. (lembrar de escrever sobre isso)
>O homem é a doença do Planeta.
>As doenças tentam impedir que o homem consiga "adoecer" o Planeta.
>O homem enfraquece e mata o Planeta.
>O último homem morrerá com a última doença.

22.4.02

Você sabe que é seu...
então pega, uai!

Andando nas nuvens
Tem uma certa hora do dia que todo mundo resolve fazer alguma coisa.
Coleção 'Os Sete Desenhos'

Orgulho
Sem dúvidas meu maior defeito...um orgulho capaz de me fazer sofrer tanto...um orgulho capaz de podar meu sorriso...
este "desenho" caiu como um luva hoje...

21.4.02

I.N.T.E.R.A.J.A.
agora você pode comentar o FEBRE.
Hoje eu escutei* o UAI! da Mônica.
*lí.
Maldito Cupido!

Maldito Cupido!
ºBarbarélº

(...) E pela minha lei
A gente era obrigada a ser feliz
E você era a princesa
Que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Que andava nua pelo meu país
...
Sim, me dê a mão
A gente agora já não tinha medo (...)
Chico

Hoje eu pensei nos teus seios.
Quando eu cheguei nesta cidade, em meados de 1999, eu achava tudo muito grande, muito reto, muito cinza...
os prédios, as avenidas, as chaminés. Eu tinha medo das esquinas e dos olhos dos auto-móveis...eu sentia falta das estrelas e do céu que parecia cada vez mais distante...
Se não a Luciana, quem mais me enviaria a inveja por e-mail?
Se vocês soubessem onde coloquei a minha boca ontem, não falariam mais comigo.
Coleção 'Os Sete Desenhos'

Inveja


19.4.02

Caixinha de música

Que beijinho doce que ela tem,
depois que eu beijei ela, nunca mais beijei ninguém.
Que beijinho doce, foi ela quem trouxe de longe pra mim,
um abraço apertado um sorriso dobrado de amor sem fim.
Ontem eu fiz uma coisa terrível, mas eu estou me sentindo bem...vamos ver até quando isso vai durar.
Quer saber?
Diga quantos mega-pixels você tem e eu lhe direi o quanto você pode se afastar.
Coleção 'Os Sete Desenhos'

Ira
Eu queria uma coisa.
Eu queria uma coisa deitada no chão, inconfundível.
E eu queria estar deitado ao lado da coisa, e eu queria que só a luz (azul) da televisão estivesse nos iluminando.
O sofá, a mesa, a estante e a janela fariam nossa moldura, eu e a coisa, no centro, deitados, no mundo.
Eu queria pular essa coisa para buscar água na cozinha...e depois despular quando a sede acabasse.
Eu queria muito encostar a minha perna na coisa, e olhar de "canto-de-olho"
se a coisa dormiu...
se a coisa sorriu...
se a coisa partiu...
se a coisa engoliu...
se a coisa existiu....

18.4.02

Coleção 'Os Sete Desenhos'

Gula
ºBarbarélº

(...) Quando eu atravessava a rua, morria de medo,
de ver o teu sorriso e começar um velho sonho bom.
E o sonho, fatalmente, viraria pesadelo,
ali, bem mesmo em frente a um certo Bar Leblon.

>Vamos entrar?
*Não tenho tempo.
>O que é que houve?
*O que é que há?
>O que é que houve meu amor, você cortou os seus cabelos?
*Foi a tesoura do desejo, desejo mesmo de mudar. (...)

Alceu Valença


17.4.02

O Febre 6 é um blog para ser visto a pelo menos um metro de distância, pois assim não conseguimos ler o que está escrito.
Wener Marq
Achei muito legal essa imagem...não resisti menina que gosta da Comics Sans.

...
Vocês viram o novo logotipo da Caros Amigos com alfabeto cirílico? (ou pelo menos querendo imitar aqueles tipões "mecânicos" da antiga Rússia de 1917)
O Progresso Chegou denovo!
Sei que ele vai me odiar profundamente, como odeia o Blogger, mas tenho que postar isso (em laranja)
Parabéns WENER!!!!
Coleção 'Os Sete Desenhos'

Luxúria
E queria ser um ator. Para escolher se quero participar de uma comédia, de uma tragédia...poder sofrer ou regozijar, poder dizer se quero rir ou derramar lágrimas...morrer...viver...
Isso não acontece na vida real, as pessoas sempre são forçadas a desempenhar papéis pelos quais não têm a menor propenção...
Estou certo quando digo que o mundo é um teatro, e estou certo quando digo que os papéis foram mal distribuídos.
Tudo ao som de R.E.M. - Crush with eyeliner
Encontrei a Dee hoje na UFES, ficamos na biblioteca terminando minha monografia,
ela foi consultar uns livros de biologia, pra um trabalho da faculdade...
na verdade nós rimos mais do que trabalhamos (:D)...

16.4.02

UP!

UP!
Voodoo

Amanhã eu vou fazer um Voodoo.
Viva feliz! Seja um produto!
CartaZES
Hoje o Rogério tirou suas meias amarelas, olhou para a mesa e num gesto barato
lavou as louças do jantar com a paz de que ouvia "A Ostra e o Vento"...seus olhos brilhavam.
Depois cortou um pedaço de bolo "formigueiro" e foi dormir.

15.4.02

Todas as cabeças

Luciano | Zé Colméia | Eu | Dee | Wener | Gazú

Horário :: Luciano | Zé Colméia | Eu | Dee | Wener | Gazú
ºBarbarélº

(...) Pense num dia com gosto de infância
...
Você por certo vai sentir saudades.
Fechando os olhos verá
doces meninas dançando ao luar,
outras canções de amor,
mil violinos, um cheiro de flores no ar...
Você ainda pode sonhar (...)

Raul Seixas
Eu de pé grande fico sozinho,
para não pisar em alguém ou em algum espinho.

pés

Texto de Luciano, pés de Luciana.

14.4.02

Lindo também...

Monet

Pra quem busca a perfeição durante toda a vida!
Existem dois tipos de homens:
Os cafetões e os clientes.
A Zel está no décimo dia de "viagem de volta ao passado", entrou numa trip onde tenta (e parece conseguir) olhar os fantasmas do passado nos olhos, sem máscaras... ficar lendo sua vida é bem melhor do que qualquer novela do SBT... :~) .....
"...eu queria tanto usar aquilo que desenvolvi resistência a materiais pouco (nada) nobres. Usei brincos pendurados, coloridos, por muitos anos. Talvez por conta do meu desejo reprimido de furar as orelhas durante a infância toda, ainda faria mais 6 futos nas orelhas até os meus 14 anos, mas essa história é pra depois. Basta dizer por agora que eu começava a ser uma mocinha, e estou convencida de que meus primeiros traços de peitinhos se iniciaram após os brincos de miçangas vermelhas..."
O Blogger está fora do ar novamente.
A Luciana almoçou comigo hoje (comida requentada, mas foi legal. Eu fiz a comida e ela lavou as louças).
Depois eu fiquei mostrando um monte de fazines antigos pra ela até ela dizer: Chega, eu preciso de áqua...
O sol parece querer arrancar a gente daqui e levar pra tomar um sorvete...mas a gente resiste!
Agora estou escrevendo este post na frente dela...diz um alô pro pessoal Lu:
*Gente, Rogério parece uma moça. Primeiro, cozinha que é uma beleza (esquece de colocar sal no macarrão, é verdade, mas mesmo assim tava bom!).
Depois, fica passando creminho Nívea nas mãos de 10 em 10 minutos. E pra completar, o teclado dele faz barulhinho de máquina de escrever! Que FOFO!
Que coisa mais indecente conhecer uma criatura e entrar na casa dela assim... ficar conhecendo essas coisinhas **fofas** da intimidade dela... Mas eu me recupero!
Agora chega. To com preguiça! Aliás, deve ser a comida do Rogério dando um revertério aqui no meu estômago... CREDO!!!
FUI.

>> O mundo é um enorme teatro de fantoches, e os homens
não passam de pequenos bonecos amarrados por cordonetes
aos dedos da loucura. Ela lhes dita os movimentos, as palavras,
os pensamentos...
Erasmo de Roterdam | O elogio da Loucura
>> O 507 seca a beleza,
seca o amor, seca as palavras...
O 507 seca a saudade, seca as
velhas lembranças e
as novas lágrimas; só deixa um retrato,
vagando seco pelos pontos.
O 507 seca o desejo e suas velhas batalhas,
seca o frágil e o arabesco...
esperei pelo 507 a noite toda, mas ele não
passa após às 22 horas.
Febre 2
>> Meu coração não tem TEFLOM, não!
Meu coração é aderente.
Febre 4
Encontrei a Djanira hoje, fomos comer cachorro-quente na pracinha e ficar escorando um no outro, escutando os problemas..ela me contou os dela (que eu nem acho tão problema assim) e eu contei os meus (que pelo seu olhar, também não achou tão...), acho que nós não formamos nada na verdade...mas é bom estar ao lado dela,
ela tem um ar de menina carente que me comove, que me deixa meio (...) sei lá... eu queria poder entrar naquela cabecinha e descobrir algumas coisas, eu queria escutar "As vitrines" ao lado dela, mas ela não gosta do Chico, acho que ela nunca soube de quem gostava, ou sabia...(pausa quase infinita)...mas esqueceu.
Nós ficamos de nos encontrar amanhã para comprar um tambor de congo (estranho? acho que eu ainda não ví nada...) e seu abraço despedida parecia minha cama. Ela não lê o febre, ela não gosta de blogs...ela gosta de estrelas, de brincos de arame, de soluçar, de rir...ela gosta de cadernos do Puff, de cachorros bacê | Eu gosto de viver.
Caramba, hoje já é amanhã.
Com Moloko, tudo se encaixa...FUN FOR ME...

13.4.02

ºBarbarélº

(...) Pobre de quem não entendeu que a beleza de amar é se dar,
e não querendo pedir nunca soube o que é perder pra encontar (...)

Caetano
O "UNIVERSO PARALELO" tem um novo link, é um joguinho que eu fiz esta noite (em meio as trepadas),
nele você não vai ter uma pontuação, nem passar de fase...STAPORRA só vai te fazer extrapolar toda a sua raiva jogando tomates num rostinho bonitinho.....clique na desenho abaixo.

Jogue um tomate na Dee!

12.4.02

Para relouronei

10.4.02

Caramba...a Luiza colocou este link no Milog, eu entrei...eu joguei...eu gostei pra caramba DEXTAPORRA!!!! Vale a pena conferir....
(cliquem no joguinho da abelhinha)

Abelhas

Por hoje é só pessoal...amanhã tudo volta a ser azul novamente, eu prometo.... :)
People drowning in raindrops.
Narciso
Isso é ser indie...

O Gordo e o Magro

Achei no | Sub Rosa |
Dica do Wener....o respondendo o e-mail dele: "Eu conhecia...mas há tempos não o via!"
Milog Miliga (adorei isso!) que eu vou até sua casa arrumar esse bendito compudador.que.não.quer.mais.ligar!
Ah! achei essa obra rara do Andy Warhol que ficou perdida durante muito tempo em sua casa em Samoa Ocidental, Oceania, espero que goste...

Olhos

9.4.02

Presentinho para a wilce
Lua Bonita...

...Lua bonita...
(Usuário do KaZaA? Seu PC está em uma rede paralela )








8.4.02

Pootz! você tornou público, eu não estava chateado...estava brincando...achei engraçado esse lance dos 12 anos, pois o wener me fala isso de hora-em-hora...essa é a proposta do febre, foi criado para ser um simples diário, pra enterrar essas coisas bobas (mas que todo mundo sente), quando ele veio me falar isso, eu juro, achei engraçado, não teve rancor ou dúvida...não teve nada além do riso, o febre é ... um monte de trapo...um monte de "angústias" enterradas, um monte de "histórias de gaveta", mas que está lá para que as pessoas possam olhar, criticar e as vezes se identificar, o febre é bobo, o febre é brega.
O febre não está aí para ser uma revista eletrônica, para ser um portfólio (tem gente que faz isso melhor do que eu)...
para entreter...você está no febre, o wener está no febre...eu não fiquei chateado, você não me conhece, ou então saberia que eu só quiz saber como você estava.
Monólogo 54.967
(ou Vem me falar de borboletas)

Vem me falar de coisas bonitas,
vem me falar de amor...vem sonhar
com o futuro, falar de uma casinha
azul no alto de uma montanha,
de uma sala bem grande com um monte de almofadas,
vem me falar de vinhos, choclate quente...

Vem me falar de boboletas, de cachoeiras, de sexo...
vem contar as estrelas...vem me abraçar forte,
escrever seu nome no meu peito...
vem me olhar nos olhos...falar de receitas naturais,
de histórias sem fim...de crianças...


Ou...vem só sentar do meu lado, sem mal-sem bem...
sem nada além...vem se achar no silêncio das coisas,
só deixar as almas se entederem (treparem no ar),
vem gravar o número do meu telefone,
vem me colocar apelido que eu ponho em você também...
mas vem...

7.4.02

Que máquina!

Que máquina!
haring
seres urbanos

Podem falar o que quizer. Eu gosto!
Contém Celulite
Spam eu não quero!

Minha barriga cresceu tanto que eu não estou mais vendo o meu pinto!
Essa aí cantando é a Gazú...ela canta na umbigo...*Gazú minha filha você ainda está viva?*
Ah! quem tirou a foto foi a Andréia (a Andréia eu sei que está viva) irmã dela....

umbigo
O Paulo Leminski
é um cachorro louco
que deve ser morto
a pau a pedra
a fogo a pique,
senão é bem capaz
o filho.da.puta
de fazer chover
em nosso piquenique.
Eu ontem tive a impressão
que deus quis falar comigo
não lhe dei ouvidos

quem sou eu para falar com deus?
ele que cuide dos seus problemas
eu cuido dos meus.
algumas frases da noite:

>Fernanda - "Quando estou bêbada eu penso que sou rica."
>Almiro - "Por quê?"
>Luciana - "Almiro você daria para o Dario?"
>Rogério - "Minha garganta está me matando!"
>Dario - "Você . não . acha . que . deveria . existir . uma . união . entre . as . universidades . do . estado?"
>Alberto - "(...)"
>Daniel - "Essas bandas de reggae que ficam cantando: " ...a minha maconha, aaaa...a paz no meu coração...""
>Luciana - "Por quê você está assim?"
>Fernanda - "Deixa eu funar mais um cigarro..."
>Rogério - "Amanhã eu e Dario vamos para o Tocantins"
>Almiro - "Por quê?"
>Alberto - "Eu fiz uma *rave* muito foda (...)"
>Dario - "O . próprio . nome . já . diz ... UNI - VER - SO ... UNIVERSIDADE."
>Luciana - "Fala sério Albiere..."

6.4.02

¿Por qué se siente mi corazón tan mal?
Nada de fotos, de viagem de trem, de sexo tântrico, de estrelas, de mosquitos, de smart drugs, de olhos.refletidos.nos.vidros.dos.carros.que.passam.velozes.na avenida Rio Branco...nada de nada neste fim.de.semana....de céu, de mar...acho que meus ossos são feitos de vidro (também)...
Os homens podiam evaporar quando quisessem...
(...) Vida, minha vida olha o que é que eu fiz (...)
lolo
bobopop
Minha garganta arranha... Luiza acho que eu fui sim contagiado pelo vírus do seu computador... :)
uso um ant-vírus chamado CHÁ-DE-ROMÃ 2.0
Ah! e estou meio curioso com esse e-mail que você não me mandou (papo pessoal) (...)
Em minhas caravanas virtuais eu sempre visito o MILOG
Igual - desigual

Eu desconfiava:
Todas as histórias em quadrinhos são iguais.
Todos os filmes norte-americanos são iguais.
Todos os filmes de todos os países são iguais.
Todos os "best-sellers" são iguais.
Todos os campeonatos nacionais e internacionais de futebol são iguais.
Todos os partidos políticos são iguais.
Todas as mulheres que andam na moda são iguais.
Todas as experiências de sexo são iguais.
Todos os sonetos, gazéis, virelais, sextinas, e rondóis são iguais
e todos, todos
os poemas em verso livre são enfadonhamente iguais.
Todas as guerras do mundo são iguais.
Todas as fomes são iguais.
Todos os amores, iguais, iguais, iguais.
Iguais todos os rompimentos.
A morte é igualíssima.
Todas as criações da natureza são iguais.
Todas as ações, cruéis, piedosas ou indiferentes, são iguais.
Contudo, o homem não é igual a nenhum outro homem, bicho ou coisa.
Não é igual a nada.
Todo ser humano é um estranho
ímpar.

Drummond

5.4.02

Dica do fim.de.semana para o Luciano e para quem mais possa interessar...
Ping! Pong!
De qualquer ponto que se esteja em Tijuana se vê o paredão metálico de cinco metros de altura...
ao todo são mais de três mil quilômetros de chapas de ferro e cimento, postes com luzes, câmeras
e sensores eletrônicos. Do outro lado o mundo livre.
Para entrar no México, vindo dos Estados Unidos a liberdade é total, segundo um estudo da
Universidade de Houston, entre 94 e 98, pelo menos 1200 imigrantes morreram na tentativa de
cruzar a fronteira e despistar a maldita Migra. Muito menor, por exemplo, foi o número de pessoas
mortas tentando o não menos monstruoso Muro de Berlim - pouco mais de 800 em cerca de trinta anos.

Fronteira